Medical_.png
Dermatologia Clínica

Subespecialidade dedicada ao diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico das enfermidades relacionados à pele e aos anexos cutâneos (unhas, pêlos, mucosas, cabelos). 

Confira os principais problemas que podem ser tratados na área de Dermatologia Clínica:

Acne: Ela pode se manifestar em diferentes estágios e os tratamentos são baseados de acordo com a sua gravidade. Diferente do que muita gente imagina, não se trata apenas de espinhas. O quadro de acne inclui cravos, espinhas e lesões.

Câncer de Pele: o tipo de câncer que mais acomete pessoas em todo o mundo é examinado pelo dermatologista, que avalia lesões suspeitas, indicando assim a sua retirada cirúrgica. Vale lembrar que o diagnóstico precoce é fundamental para o controle e resultados positivos no tratamento. Embora o câncer possa acometer qualquer pessoa, aquelas que possuem pele e olhos claros, se expõe ao sol sem proteção adequada, fazem bronzeamentos artificiais em câmaras bronzeadoras e têm históricos familiares são as mais propensas. 

 

Dermatoses Virais: dermatose é um conjunto de doenças da pele e, nesses casos, elas são causadas por vírus e manifestam-se de diversas formas como verrugas vulgares, herpes simples, herpes zoster, etc. 

 

Dermatite Atópica: inflamação crônica, mais comum em quem possui asma, rinite alérgica ou urticária, pode ter relação genética e geralmente inicia ainda na infância. Entre os principais sintomas estão erupções que coçam e apresentam crostas, cujo surgimento é mais comum nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. 

 

Dermatite Seborreica: é uma inflamação na pele que causa principalmente descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas. É uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas. 

 

Rosácea: é uma doença vascular inflamatória crônica que provoca vermelhidão e, muitas vezes, inchaços pequenos, vermelhos e cheios de pus no rosto. Ela se manifesta principalmente no centro da face, mas pode expandir-se pelas bochechas, nariz, testa e queixo. 

 

Estrias: conhecidas pela maioria das pessoas, elas são causadas pelo estiramento e rompimento das fibras, por isso aparecem com frequência em mamas, coxas, bumbum, braços, etc. 

 

Melasma: caracterizado por manchas acastanhadas na pele, principalmente no rosto. A causa exata não está bem definida, mas está relacionada a fatores hormonais como o uso de anticoncepcionais hormonais, gravidez e exposição solar sem a devida proteção. 

 

Queda de Cabelo: várias são as causas que podem levar à queda de cabelo, podem resultar de fatores genéticos, ambientais ou emocionais. O acompanhamento de um dermatologista é essencial para um correto diagnóstico e tratamento. 

 

Hiperidrose: caracteriza-se pelo suor excessivo, principalmente nas mãos, pés, axilas e virilhas. O dermatologista pode fazer o acompanhamento clínico inicial, sugerir tratamentos e também avaliar a necessidade da cirurgia corretiva. 

 

Vitiligo: sua causa ainda não está determinada, ainda que se acredite ter como origem doenças autoimunes. A doença crônica tem como sintomas manchas brancas no corpo, não contagiosas. O dermatologista é o especialista indicado para o seu diagnóstico, tratamento e acompanhamento. 

 

Psoríase: Caracteriza-se por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas, que aparecem, em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, essa é uma doença inflamatória crônica cíclica e sem cura, porém com diferentes tratamentos que podem controlá-la e melhorar a qualidade de vida de seus pacientes.  

 

Doenças do couro cabeludo: a tricologia é uma área da medicina dedicada exclusivamente à saúde capilar, enfatizando a desintoxicação, o aumento da oxigenação e favorecendo a distribuição de nutrientes nos pelos e couro cabeludo. Os problemas mais recorrentes de quem procura a tricologia são a queda de cabelo e a calvície. 

 

Outros pacientes ainda procuram a Dermatologia Clínica para tratar unhas fracas, olheiras e micoses (pés, unhas e cabelos). Muitos são os tratamentos já disponíveis no mercado e o dermatologista irá recomendar o melhor deles após os exames, a avaliação do quadro clínico e as necessidades do paciente.