10 problemas de pele comuns no verão que você pode prevenir



Com a chegada do verão já conseguimos enxergar os dias de muito sol, calor, um bom descanso nas férias de janeiro e, por que não, um pouquinho de praia e piscina. Pra nossa saúde - inclusive da pele - é ótimo ter esses momentos de lazer, bem-estar e descontração, desde que haja um certo cuidado com alguns detalhes.


A Academia Americana de Dermatologia reforça que, nessa estação do ano, o aumento da exposição ao sol, insetos, alérgenos e certos tipos de plantas pode causar uma série de incômodos cutâneos. A seguir, separei os 10 problemas de pele mais comuns do verão e o que você precisa fazer para preveni-los.


1 - ACNES


Especialmente no verão, o excesso de suor pode se misturar com as bactérias e a oleosidade natural da pele, provocando a obstrução dos poros e o surgimento das acnes. Se você já acessou meus artigos ou me segue nas redes sociais, sabe que eu sempre falo delas aqui e dou várias dicas de prevenção e tratamento.


Pra resumir: mantenha a pele seca, limpa e hidratada. Dê preferência para os produtos “sem óleo”, “não comedogênicos” e que “não obstruem os poros”. Sobre as roupas, nada de usá-las suadas por muito tempo.


2 - RESSECAMENTO


Pele ressecada é pele sem água, e pele sem água significa coceiras, manchas, vermelhidão, machucados e muito mais. Além do incômodo momentâneo, isso favorece diversas complicações a longo prazo.


Tome um bom banho com água limpa e fresca logo após sair da piscina, e use sempre um sabonete suave. Seque bem o corpo, aplique um hidratante de qualidade e não se esqueça do protetor solar. Ele vem antes e depois dos passeios, e também serve pros momentos em que ficamos dentro de casa.


3 - MELASMA


Essa é uma condição em que surgem manchas escuras na pele, principalmente no rosto, e apesar de ser mais comum entre as mulheres, também pode ser vista nos homens.


O principal fator desencadeante é a exposição exagerada ao sol, e é justamente por isso que precisamos redobrar os cuidados no verão. Aplique um bom protetor solar antes de sair de casa, reaplique a cada 2 horas ou após ter contato com a água, e concilie o uso de uma barreira física, como viseiras, chapéus, bonés e guarda-sol.


4 - FOLICULITE


A foliculite é, basicamente, uma infecção que atinge os folículos capilares, sendo normalmente causada por vírus, bactérias, fungos ou um crescimento irregular dos pelos. Um bom exemplo são os homens com maior sensibilidade na região da barba, e que observam a formação de pequenas bolinhas avermelhadas conforme os pelos aparecem. A foliculite pode, ainda, afetar outras partes do corpo.


No dia a dia, a principal dica é trocar as roupas suadas quanto antes, evitando o calor e a umidade entre o tecido e a pele.


5 - INFECÇÕES


Além dos cuidados redobrados com os vírus e bactérias que irritam a pele e desencadeiam problemas, existe um outro ponto que merece destaque: aquela passadinha na manicure também pode nos expor aos riscos de infecção, principalmente se não houver atenção quanto à esterilização dos equipamentos. Fique de olho nisso, ok?


6 - FUNGOS


Já que acabamos de falar em infecções, aqui vai mais uma: micoses! Elas são bem características do verão porque são causadas pelos fungos, agentes que se proliferam facilmente em regiões do corpo mais quentes e úmidas, como os dedos.


Mantenha o corpo bem seco após o banho, não compartilhe objetos de uso pessoal e direto com pessoas que apresentem esse quadro, não ande descalço e evite sapatos fechados por muito tempo.


7 - ERUPÇÕES CUTÂNEAS


Esse tipo de desconforto acontece, geralmente, quando as glândulas responsáveis pela produção do suor ficam bloqueadas. É o que chamamos de brotoeja ou miliária.


Na prática, as brotoejas são pequenas bolhas de suor que se acumulam na pele, causando inchaços, coceira, vermelhidão e sensação de formigamento. A melhor forma de evitá-las é utilizando roupas leves e folgadas, e mantendo a pele fresca sempre que possível.



8 - URTICÁRIA


Também chamada popularmente de “alergia ao sol”, essa condição traz lesões avermelhadas e inchadas na pele, geralmente acompanhadas de coceira. Ela é mais comum no verão justamente pela alta incidência dos raios de sol, bem como a temperatura e umidade elevadas.


Para prevenir, vale a pena proteger-se com um filtro solar de FPS maior que 30, sempre cobrindo todo o corpo. Priorize os produtos que sejam antialérgicos e resistentes à água.


9 - BICHO GEOGRÁFICO


De todos os problemas mencionados, esse é o menos frequente, apesar de ainda causar bastante incômodo.


O bicho geográfico é uma infecção causada por parasitas encontrados em areia contaminada. Esse agente entra em contato com a pele e provoca coceira, vermelhidão, bolhas, inchaço e outros desconfortos.


Evite andar descalço em locais que você não tem certeza da higiene. Se tiver algum tipo de contato com a areia, lave os pés com água fria corrente e fique atento aos sintomas. Se identificar algo de errado, procure um dermatologista para iniciar o tratamento.


10 - QUEIMADURAS


Das mais leves às mais graves, todas merecem a nossa atenção! Afinal, as queimaduras atrapalham nossas férias, machucam a nossa pele e, a longo prazo, aumentam consideravelmente os riscos de desenvolvermos um câncer.


Priorize as sombras, use barreiras físicas (como chapéus e guarda-sol) e nunca se esqueça do protetor solar no corpo todo.



Cuide da sua saúde


Apesar de parecerem simples à primeira vista, todos esses problemas precisam de cuidados desde o início para evitar complicações. Além da prevenção, não deixe de consultar sua dermato, tirar dúvidas e seguir os tratamentos recomendados.


Caso queira saber mais sobre esses e outros problemas de pele, podemos agendar um horário no meu consultório. Estou à disposição! Você pode entrar em contato pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


3 visualizações0 comentário