Futuras mamães: de olho no rótulo dos produtos de skincare!



Basta um teste de gravidez positivo para dar início a uma série de transformações na vida da mulher, que vão desde as simples emoções até os grandes objetivos de vida, passando ainda pelas mudanças hormonais sentidas à flor da pele.


Do ponto de vista de dermatologia, alguns cuidados também se fazem necessário para que a saúde da mamãe e do bebê seja preservada. Se pensarmos na rotina de skincare, por exemplo, temos produtos cujos ingredientes devem ser evitados ou acompanhados de perto por um profissional.

QUAIS MUDANÇAS A GRAVIDEZ PROVOCA NA PELE?


De modo geral, dividimos as alterações em três grandes grupos:

- Problemas decorrentes de oscilações hormonais: estrias, hiperpigmentações semelhantes ao melasma, telangiectasias, entre outros. Na maioria das vezes, os sintomas normalizam no pós-parto.

- Condições pré-existentes: são os quadros diagnosticados antes mesmo da gravidez e que podem se apresentar de maneira mais ou menos intensa. Os mais comuns são psoríase, dermatites, infecções e tumores cutâneos.

- Doenças características da gravidez: incluem dermatoses, formação de pápulas, herpes gestacional, acne, melasma e foliculite.

O QUE AS GRÁVIDAS DEVEM EVITAR?


- Retinol: é a vitamina A, um nutriente extremamente importante para o funcionamento do corpo como um todo. Na dermatologia, entretanto, há diversos produtos de skincare com alta concentração desse ativo – como a tretinoina e a isotretinoína -, associados a um risco maior de defeitos congênitos graves, inclusive na parte neurocognitiva. Para se ter uma ideia, as pacientes que fazem uso de isotretinoína para tratamento de acne grave são orientadas a não engravidar durante todo o período de acompanhamento médico.

- Ácido salicílico: é um dos ingredientes mais comuns para tratar a acne, muito encontrado nos sabonetes faciais e gel secativo. O problema não está necessariamente na utilização desse componente, e sim na quantidade aplicada ao longo do dia. Há estudos demonstrando que o excesso pode irritar uma pele que, naturalmente, já se encontra sensível.


- Hidroquinona: trata-se de um composto orgânico altamente recomendado para clarear as manchas de melasma. Ele possui uma alta taxa absorção pelo organismo, justamente o motivo pelo qual não é indicado durante a gestação. A falta de estudos que comprovem sua ameaça ou segurança fazem com que os dermatologistas tenham uma postura mais cautelosa na hora de indica-lo.


- Parabenos: os cosméticos mais modernos diminuíram bastante a concentração desse conservante, mas ainda vale a pena ficar de olho. Na gravidez, ele está associado a desequilíbrios hormonais (sim, mais do que o “normal”) e sérios riscos ao desenvolvimento do bebê.


- Ftalatos: comum em perfumes, esmaltes, cremes e desodorantes (dietilftalato), esses produtos químicos são comprovadamente perigosos à formação do feto, podendo causar parto prematuro, comportamentos disruptivos e disfunções hormonais.


O QUE AS GRÁVIDAS PODEM USAR, ENTÃO?

Para começo de conversa, é bom destacar que qualquer produto para a pele - seja com o objetivo de tratar uma doença ou então de ajudar na parte estética - deve ser usado somente mediante recomendação de uma dermatologista. Somente com exames e avaliação clínica é possível cuidar do seu bem-estar de maneira assertiva e segura.


Resumidamente, baixas concentrações de ácido lático ou ácido glicólico podem ser usadas pelas grávidas para cuidar das acnes sem nenhum problema. Se o objetivo é combater o envelhecimento precoce e suavizar as marcas de expressão, os produtos com vitamina C, E, K, B3 e ácido hialurônico também se mostram seguros.

Uma boa e básica rotina de skincare pode ser feita com: sabonete neutro, tônico antioxidante ou adstringente para peles oleosas, hidratante e protetor solar com FPS 30, no mínimo. Lembre-se de consultar uma dermato antes, combinado?


Caso tenha alguma dúvida, estou à disposição para conversamos no meu consultório. Você pode agendar um horário pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Fonte:


Healthline. Your Guide to a Pregnancy-Safe Skin Care Routine. Medically reviewed by Debra Rose Wilson, Ph.D. Written by Nicole Jablonski on June 30, 2020. Disponível em: https://www.healthline.com/health/pregnancy/pregnancy-safe-skin-care

MARC TUNZI, M.D., and GARY R. GRAY, D.O. Common Skin Conditions During Pregnancy. Am Fam Physician. 2007 Jan 15;75(2):211-218. Disponível em: https://www.aafp.org/afp/2007/0115/p211.html

18 visualizações0 comentário