11 problemas dermatológicos que o tratamento a laser resolve

Talvez você conheça ele pela fama enquanto depilador ou na remoção de tatuagens. Mas hoje eu estou aqui para te dizer que ele se aplica a muitos outros tratamentos, inclusive para o rejuvenescimento.

Conheça todas as possibilidades do laser:

Melanoses solares

Você pode não reconhecer o nome, mas elas são aquelas manchas escuras, arredondadas, localizadas normalmente em áreas expostas ao sol (mãos, antebraços, face e colo) e que são ainda mais perceptíveis com o passar dos anos. A notícia boa é que, se você esqueceu de se prevenir usando o protetor solar diariamente (NÃO SE ESQUEÇA DELE, VIU?), elas podem ser tratadas com Luz Intensa Pulsada ou com uma variedade de lasers ablativos (causam pequenas lesões na pele) ou não ablativos.

Melasma

São manchas escuras que surgem, geralmente, na face e são mais frequente nas mulheres. Essas manchas podem estar relacionadas a fatores genéticos, hormonais (gravidez e uso de anticoncepcionais, por exemplo) e ambientais (exposição solar desprotegida). Quando esse é o diagnóstico, é necessário ter cautela e recorrer a um bom profissional, já que apenas alguns tipos de lasers podem ser utilizados com o objetivo de controlar o problema. Vale lembrar ainda que o melasma não tem cura e o tratamento deve ser contínuo, sempre associado ao uso regular de cremes clareadores e filtro solar para evitar sua evolução.

Pigmentos de tatuagem

Com o passar do tempo, uma tatuagem escolhida a dedo pode perder o sentido e o arrependimento é muito comum. Outro caso, também frequente, é o arrependimento decorrente da pigmentação utilizada como maquiagem definitiva. Felizmente o laser pode ajudar nesses casos. Mas vale ressaltar que as cores escuras (preto e azul, por exemplo) são removidas com maior facilidade que às claras (amarelo, por exemplo).

Pêlos

Queridinha de muita gente, a depilação a laser é um dos procedimentos que usa a tecnologia mais conhecidos. Mas diferente do que muitos ainda acreditam, não são só os fio escuros e grossos que podem ser removidos. Embora eles sejam os que melhor respondem ao tratamento, atualmente a grande variedade de tecnologias disponíveis permite o tratamento de todos os tipos de pêlo (exceto os brancos) em todos os tipos de pele (inclusive negra). Embora existam diferenças entre elas, tanto lasers quanto luz intensa pulsada podem oferecer resultados satisfatórios.

“Vasinhos”

Na face, colo e pernas… Eles surgem de alguma pressão exercida sobre os vasos sanguíneos da parte mais superficial da pele, causando a dilatação de suas paredes. Desse processo resultam ramos com sangue retido, de cores avermelhadas ou arroxeadas, que ficam visíveis graças às suas paredes praticamente transparentes. Além das lesões menores, outras maiores como os hemangiomas e as manchas “vinho do porto” também podem ser tratadas com lasers ou luz intensa pulsada.

Rejuvenescimento

Com o passar dos anos a pele vai perdendo a capacidade de produzir fibras de colágeno e elastina e com isso o rosto tende a perder estrutura e viscosidade. O laser pode ser utilizado para melhorar rugas e flacidez na face, pescoço, colo, braços, mãos e pernas. Além disso, ele também pode ser combinado com outras tecnologias para que melhores resultados sejam obtidos.

Estrias

Tem quem as considere um grande inconveniente, apesar de serem muito comuns! As estrias são cicatrizes que se formam quando há destruição de fibras elásticas e colágenas na pele, normalmente causada por um estiramento da pele (do crescimento da adolescência ou decorrente do ganho e perda de peso). Tanto as estrias “vermelhas” quanto as “brancas” podem ser melhoradas com o uso dos lasers, principalmente os fracionados ablativos e não ablativos. É importante que o paciente tenha em mente que as lesões antigas, largas e “brancas” são as mais difíceis de serem tratadas.

Gordura localizada

Isso mesmo, o uso de lasers invasivos (conhecidos como laserlipólise) podem ser utilizados para a redução do tecido gorduroso localizado no corpo (abdômen e flancos, por exemplo) e outras regiões como a papada. Nos tratamentos corporais, os hábitos de vida saudáveis também são fundamentais para a obtenção de bons resultados.

Cabelos

Se, por um lado, ele pode ser usado para removê-los, também pode ser utilizado para tratar a oleosidade, inflamação, combater fungos e bactérias e, ainda, estimular o crescimento dos fios. Para tais resultados é necessário o uso dos lasers de baixa energia e dos LEDs, que complementa o tratamento de alguns problemas capilares.

Estética íntima e outros tratamentos genitais na mulher

Atualmente, alguns tipos de lasers (fracionado de CO2, por exemplo) podem ser utilizados para o rejuvenescimento íntimo da genitália feminina, e para o tratamento de algumas alterações funcionais que aparecem na menopausa, como a incontinência urinária.

Essa é mesmo uma tecnologia multifuncional e revolucionária! Eu trabalho com uma plataforma única que possibilita todos esses tratamentos, levando aos pacientes a máxima confiança e robustez.

Agende sua consulta para avaliação.

72 visualizações0 comentário