Botox ajuda a prevenir rugas?


A resposta curta para essa pergunta é: sim, a toxina botulínica pode ser usada como método preventivo quando o assunto é envelhecimento. O QUE É A TOXINA BOTULÍNICA E PARA QUE ELA SERVE? A toxina botulínica relaxa os músculos da face, reduzindo a intensidade das contrações que, ao longo dos anos, formam as rugas. Por isso mesmo o botox funciona melhor nas rugas dinâmicas, que aparecem apenas quando estimuladas – ao sorrir ou franzir a testa, por exemplo. As rugas estáticas, que podem ser vistas quando o rosto está relaxado, demandam tratamentos complementares. Outro diferencial que fez com que o Botox se tornasse um dos queridinhos quando falamos de dermatologia estética é o fato de que ele pode garantir um resultado de longo termo – o efeito dura cerca de 6 meses. Então, essa é a melhor opção para quem não quer ter o compromisso de investir em produtos com efeitos temporários. Um dos mitos sobre o assunto é que o botox deixa a pele flácida quando não aplicado regularmente, mas os dermatologistas garantem que o risco é infundado. QUAL A IDADE CERTA PARA COMEÇAR A USAR A TOXINA BOTULÍNICA? Não existe uma idade certa, mas, em geral, ela deve ser aplicada a partir dos 25 anos. Mas nem só de Botox vive uma mulher (ou homem) prevenida! Isso porque para manter a pele com um aspecto jovem por mais tempo, é necessário uma rotina de cuidados com a pele e ela vai desde a alimentação até uso de hidratantes, por exemplo. Como sempre digo por aqui e para meus pacientes: filtro solar e hidratantes são os maiores aliados de uma pele bonita e saudável. Se você quer chegar aos 40 ou 50 com menos sinais da idade, a hora de começar a se cuidar é agora! BOTOX “VICIA”?

Não, esse é um grande mito. Você não vai ficar com a feição “caída” de tanto usar botox. Mas, por outro lado é importante destacar que o intervalo uma aplicação e outra DEVE SER RESPEITADO para que o organismo absorva a substância de maneira correta. Caso contrário, o nosso corpo passa a aumentar a produção de anticorpos, causando resistência à toxina. Como consequência, a substância não produz mais efeito. Em média, é preciso esperar no mínimo três meses entre uma sessão e outra.

28 visualizações0 comentário