Como tratar a CASPA em 5 passos



Tudo começa com aquela coceira irritante, e que logo se transforma em um monte de pintinhas brancas em meio aos fios de cabelo e por cima das roupas escuras. É bem provável que com essa simples descrição você já tenha se lembrado de um episódio recente de caspas e queira algumas dicas para evitar as próximas.

O QUE É CASPA?

As caspas são definidas pela Academia Americana de Dermatologia como pequenos pedaços da pele que se desprendem do couro cabeludo, geralmente por irritações, desidratação, excesso de oleosidade ou presença de fungos. E ao contrário do que muita gente pensa, elas NÃO são contagiosas e NÃO significam falta de higiene, ainda que os cuidados com a limpeza possam atenuar ou aumentar, indiretamente, a incidência das descamações.

Apesar de parecerem um pequeno detalhe inofensivo, as caspas requerem um cuidado especial da dermato, uma vez que não só incomodam pela estética, mas também podem representar o início de um quadro de psoríase, infecções fúngicas e dermatite seborreica. Nessas horas, uma boa avaliação clínica faz toda a diferença pro bem-estar e pra saúde como um todo.

COMO POSSO TRATAR AS CASPAS, ENTÃO?

A melhor forma de combater esse problema é se atentando aos cuidados com o couro cabeludo e adotando alguns hábitos de vida fundamentais para o equilíbrio do organismo. A seguir, listei 5 passos simples que tratam a caspa e beneficiam a saúde.

1 – Utilize um bom xampu anticaspas, mas com atenção!

Precisa deixar o produto agir? É bom esfregar a espuma no couro cabeludo? Precisa de tratamento complementar? Usa todo dia, só uma vez ou esporadicamente? Essas são algumas perguntas que você deve fazer a partir de hoje.

Hoje em dia existem diversos produtos disponíveis no mercado, cada um com um princípio ativo, modo correto de aplicação e frequência adequada. Consulte a sua dermato, escolham juntas uma opção que se adeque ao seu tipo de pele e siga sempre a orientação profissional.

Spoiler pra você sentir o nível de seriedade: tem xampu que até descolore certos tipos de fios, tá? Não dá pra comprar indiscriminadamente.

2 – Evite usar muitos produtos no cabelo.

Cremes, géis, sprays, pomadas modeladoras e outros materiais aplicados para sustentar o penteado podem até ajudar na estética durante algumas horas, mas muitos favorecem um aumento na oleosidade. Vamos fazer um combinado? Nos momentos em que as caspas estiverem mais presentes, priorize o tratamento.

3 – Mantenha uma alimentação equilibrada.

Sim, tem tudo a ver, afinal uma dieta balanceada fornece vitaminas, minerais e muitos outros nutrientes benéficos para o organismo. Isso vai ajudar no enfrentamento de agentes externos, como os fungos, vai favorecer uma melhor hidratação da pele e vai combater a oleosidade que desencadeia as caspas.

4 – Aprenda a controlar o estresse.

Mais uma dica que você provavelmente não esperava, mas faz muito sentido! É comprovado que o estresse desperta condições crônicas no organismo e se manifesta intensamente na pele. Puxe na memória, é bem provável que alguns dos episódios recentes tenham um componente emocional por trás.

5 – Tome um pouco de sol, mas sempre com moderação.

Essa dica é importante porque sempre nos esquecemos do quanto a vitamina D é relevante para a pele. A preocupação com as queimaduras é válida, claro, mas não podemos fugir dos 15 minutinhos diários de sol nas primeiras horas da manhã. A regra é sempre caprichar no protetor em qualquer contexto e evitar a exposição no período da tarde.

Caso tenha interesse em agendar um horário para avaliarmos seu caso e conversarmos sobre as dúvidas, estou à disposição. Você pode entrar em contato pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.

Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


13 visualizações0 comentário