Como tratar a siringoma?


O QUE SÃO OS SIRINGOMAS?

São essas bolinhas que podem surgir na face, sem causar nenhum tipo de incômodo (seja ele coceira ou dor). Isso porque essas bolinhas são compostas de células de gordura, da cor da pele.



PRECISO ME PREOCUPAR?

Em geral, não!  O Siringoma consiste basicamente em um tumor benigno, que ocorre em decorrência do aumento do ducto sudoríparo intra-epidérmico, que são os responsáveis pela produção de suor. Aparentemente está ligada a fatores genéticos e aparece com maior incidência em mulheres, especialmente de pele clara.

Apesar de inofensivos, os siringomas podem surgir em qualquer idade, mas normalmente aparecem depois da puberdade.


QUAIS AS CAUSAS DOS SIRINGOMAS?

Na verdade ainda não se sabe ao certo o que desencadeia os Siringomas. Existem algumas pessoas que são definitivamente mais propensas à condição do que outras indicando uma causa genética. Os fatores de risco para o surgimento de Siringomas incluem:


Gênero. Pois é: as mulheres são mais propensas a ter Siringomas do que os homens em todas as faixas etárias;


Raça: asiáticas ou afro-americanas são mais vulneráveis ​​aos Siringomas do que outras raças;


Condições médicas subjacentes: doenças como Síndrome de Down, diabetes e síndrome de Ehler-Danlos, aumentam o risco de desenvolver Siringomas;


Suor excessivo ou glândulas écrinas;


Puberdade e desequilíbrio hormonal.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O TRATAMENTO

Primeiramente, que a indicação do tratamento deve ser feita por um especialista, ou seja, um dermatologista. Ele será o responsável por identificar a gravidade do problema, bem como se é decorrente de algum outro quadro.


Além disso é importante notar que embora o resultado estético dos tratamentos costume ser satisfatório, melhorando muito a aparência das lesões, não é definitivo. Podem ocorrer recidivas, fazendo com que novas abordagens se tornem necessárias, assim como não existe uma maneira de impedir com que novas lesões apareçam.


O QUE EU COSTUMO INDICAR:

Eletrocoagulação é um procedimento usado para tratar inúmeras lesões benignas da pele, inclusive do rosto. Consiste no uso de um aparelho, o eletrocautério, que, através de energia, aquece uma ponteira de metal, que é usada para "queimar" a lesão desejada.


Se identificou com o problema? Procure um dermatologista para investigar melhor o quadro e identificar o tratamento mais indicado para o seu caso.

Entre em contato e agende seu horário:

Dra. Monique Naves | CRM MG 57040 RQE 45099

(34) 3217-8394

(34) 99317-8394

37 visualizações0 comentário