top of page

Os primeiros sinais da hanseníase são manchas na pele. Saiba como identificá-las



É curioso imaginar que uma doença com registros de 600 anos a.C ainda esteja entre nós e atinja tantas pessoas por ano. Somente no Brasil, por exemplo, são quase 30 mil casos em adultos e crianças.


Se você ainda não sabe do que eu estou falando, fique tranquilo(a) que eu te conto: o assunto central deste artigo é a hanseníase, doença conhecida antigamente como “lepra”, e que se manifesta, essencialmente, por manchas na pele.


Acompanhe este resumo que eu preparei e veja como você pode identificar um caso e se proteger da melhor maneira possível.


O QUE É HANSENÍASE?


A hanseníase, também conhecida como doença de Hansen, é definida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) como uma infecção provocada pela bactéria Mycobacterium leprae, sendo uma das mais antigas da história humana.


Chamada anteriormente de “Lepra”, essa condição pode levar até 20 anos para se desenvolver e provocar sintomas aparentes no organismo, geralmente em forma de manchas que tiram qualquer sensibilidade da pele.


Vale lembrar, ainda, que ela pode afetar os nervos, olhos e mucosa do nariz, gerando sérias complicações se não tratada da maneira correta.


COMO OCORRE A TRANSMISSÃO?


Ao longo da história, criou-se um mito de que a hanseníase é transmitida pelo simples toque, proximidade ou aperto de mãos entre pessoas. Essa suposição, inclusive, fez com que os pacientes fossem estigmatizados e isolados da sociedade por muitos anos, vítimas da falta de informação.


Hoje em dia, sabe-se que a transmissão ocorre quando um paciente adoecido - e sem tratamento - elimina a bactéria no ar por meio da fala, tosse ou espirro, infectando outras pessoas. Por esse motivo, é necessário que haja contato próximo e prolongado.


QUAIS OS SINAIS E SINTOMAS MAIS COMUNS?


Conforme eu havia adiantado no início deste artigo, os primeiros sinais de hanseníase são observados na pele. Por isso, é fundamental que todas as pessoas - inclusive você - saibam identificá-los para buscar ajuda médica quanto antes.


De acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) e o Ministério da Saúde, preste muita atenção se o seu corpo apresenta:

  • Manchas brancas, avermelhadas, amarronzadas ou desbotadas em qualquer região, com baixa ou nenhuma sensibilidade ao toque, calor ou frio.

  • Crescimento de nódulos.

  • Manchas espessas, rígidas ou extremamente ressecadas.

  • Inchaços indolores no rosto ou nas orelhas.

  • Perda acentuada de fios na sobrancelha e/ou cílios.

Além disso, verifique se há dor, formigamento e fisgadas ao longo dos nervos dos braços e pernas; ressecamento nos olhos; febre; fraqueza muscular; e hemorragia nasal. Isso não é normal e exige cuidados.


TEM DÚVIDA? PROCURE UM MÉDICO


Se você identificou algo de errado com a pele ou tem algo a perguntar sobre a hanseníase, não guarde as dúvidas para você. Fale com um profissional!


Eu estou à disposição para conversar, examinar o seu caso e ajudar no que for preciso. Você pode marcar um horário no meu consultório pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


_____________


1.491 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page