Tomar BIOTINA auxilia na SAÚDE DO CABELO?



A biotina (também conhecida como vitamina B7 ou vitamina H) é uma vitamina solúvel em água que serve como cofator essencial para enzimas carboxilase em várias vias metabólicas. Ela ganhou popularidade comercial por seus benefícios no crescimento saudável de cabelos e unhas, além de deixar a pele mais bonita. Apesar de sua reputação, há pesquisas que colocam em dúvida os benefícios da biotina em indivíduos saudáveis.

Devido ao seu custo relativamente baixo e abundância de disponibilidade em produtos cosméticos, a biotina se tornou a nova tendência para os consumidores que desejam ter cabelos e unhas mais longos e saudáveis. Embora não tenham sido relatadas toxicidades importantes em excesso de biotina, os dados sobre o benefício real do efeito da biotina no crescimento de cabelos e unhas são limitados. Além disso, fora do cenário de gravidez, desnutrição, efeitos de medicamentos e deficiência de biotinidase em crianças, raramente são citados relatos de baixos níveis de biotina. No entanto, os suplementos para cabelo, pele e unhas vêm com um aviso: mesmo em pequenas quantidades de biotina, um dos efeitos colaterais é que às vezes ela pode alterar os resultados dos testes de laboratório. Principalmente se você estiver verificando os níveis de hormônios da tireoide, níveis de troponina cardíaca (usados para diagnosticar ataques cardíacos) ou níveis de vitamina D. Isso pode levar a falsos resultados e erros de diagnóstico, que podem ser potencialmente perigosos ou levar você a se preocupar ou gastar dinheiro em procedimentos médicos ou remédios desnecessariamente. Outro possível efeito colateral da biotina? Embora deva fortalecer cabelos, pele e unhas, pode causar erupções cutâneas (aquelas espinhas chatinhas, principalmente na região do queixo) se você estiver tomando grandes quantidades. A diminuição ou interrupção da quantidade de biotina que está tomando pode reverter esse quadro totalmente. De fato, foram encontrados 18 casos relatados de uso de biotina para alterações de cabelos e unhas, onde os pacientes que receberam suplementação de biotina tinham uma patologia subjacente ao crescimento deficiente de cabelos ou unhas. Todos os casos mostraram evidências de melhora clínica após o recebimento de biotina. Embora seu uso como complemento de crescimento de cabelos e unhas seja predominante, as pesquisas que demonstram a eficácia da biotina são limitadas. Nos casos de causas adquiridas e herdadas de deficiência de biotina, bem como de patologias, como síndrome das unhas ou cabelos quebradiços, a suplementação de biotina pode ser benéfica. No entanto, esses casos não são a maioria e não há evidências suficientes para suplementação para o crescimento de cabelos e unhas em indivíduos que não apresentam baixos níveis de biotina. Que tal verificar com seu dermatologista se você possui alguma deficiência de vitaminas ou nutrientes antes de começar a automedicação? Fique atento! Fonte: A Review of the Use of Biotin for Hair Loss. Skin Appendage Disord. 2017 Aug; 3(3): 166–169. 👩🏻⚕ Dra. Monique Naves | CRM MG 57040 RQE 45099 ⠀ Av. Vasconcelos Costa, 962 - 2o andar, Uberlândia-MG (34) 3217-8394 (34) 99317-8394

110 visualizações0 comentário