Mudanças de hábitos na hora de dormir para prevenir as sleep lines



Dá pra dizer que existem dois tipos de pessoas: as que deitam quietinhas e acordam plenas, e as que caem na cama e geralmente acordam com “cara de travesseiro”. Já pensou em qual desses lados você está?


As marcas que ficam no nosso rosto depois de uma noite de sono profundo têm nome: sleep lines, ou linhas do sono. É bem provável que você já tenha notado que elas vêm e vão naturalmente em pouco tempo depois de acordar, mas como dermatologista eu preciso te contar que as coisas nem sempre serão assim.


Chegou a hora de entrar fundo nesse assunto, entender do que se trata e de que forma você pode prevenir as sleep lines.


O QUE É PRECISO SABER SOBRE AS SLEEP LINES?


Por mais simples que pareçam, elas merecem a nossa atenção.


Conforme eu havia comentado rapidamente, as sleep lines são as chamadas linhas do sono e surgem do nosso costume de apertar o rosto sobre a cama e o travesseiro por horas seguidas, deixando marcas na testa, nos olhos, no colo e ao redor da boca. Elas são mais frequentes entre quem dorme de lado e de bruços justamente por essas posições manterem o rosto mais apertado.


Vale a pena lembrar que após os 30 anos de idade, a produção de colágeno no organismo humano tende a cair e afetar a sustentação natural da pele. Como você pode imaginar, é aí que mora a nossa preocupação: com menos colágeno, as marcas costumam ficar ainda mais aparentes, profundas e resistentes. Sem a elasticidade necessária, o rosto não volta ao normal com tanta facilidade.


COMO PREVENIR E SE LIVRAR DAS SLEEP LINES?


Confira algumas dicas para colocar em prática hoje mesmo:


Evite dormir muito tempo de lado e de bruços


Essa primeira dica talvez seja a mais desafiadora por mexer com os seus hábitos, mas provavelmente será a que trará melhores resultados do ponto de vista da prevenção. Dormir de costas não pressiona o rosto e, assim, evita as marcas. Apoiar alguns travesseiros no corpo pode ajudar a manter o corpo nessa posição.


Fique de olho na sua fronha


Além do problema de apertar o rosto, precisamos considerar um efeito negativo ainda maior quando o esfregamos sobre um tecido muito resistente. Materiais leves para a fronha e o lençol, como seda e cetim, são os mais recomendados.


Não durma com o rosto em cima das mãos


Esse é outro hábito muito comum e que, é claro, favorece as marcas do sono. Uma boa dica é tentar colocar as mãos embaixo do travesseiro para evitar o atrito com o rosto. Travesseiros mais altos também podem ajudar.


Considere usar uma máscara para o olho


Cobrir os olhos com um tecido leve também é interessante para manter a pele no lugar durante o sono. Priorize um material de cetim ou seda por não entrar em atrito com a área delicada dos olhos.


Atenção à posição da cabeça


Na hora de deitar, posicione-se de maneira confortável e tente deixar a metade inferior do rosto para fora do travesseiro, evitando também a pressão sobre a pele. Escolha sempre um que seja confortável para o seu sono e que tenha uma altura suficiente para não causar dores no seu pescoço.


Mantenha uma rotina de skincare


Costumo falar bastante sobre ela porque sei o quanto faz diferença na sustentação da nossa pele. É importante ter o hábito de lavar bem o rosto antes de dormir e ao acordar, aplicar um hidratante, usar protetor solar e fazer uma esfoliação - no mínimo - uma vez por semana. Busque produtos adequados pro seu tipo de pele.


Considere outros procedimentos para estimular o colágeno e diminuir as linhas


Na hora de combater a flacidez e as marcas de expressão, é altamente recomendado consultar a sua dermato. Hoje em dia, temos muitos procedimentos que conseguem excelentes resultados na produção de colágeno e podem ser bem interessantes para quem já observa os efeitos das sleep lines.


Caso tenha alguma dúvida, lembre-se que estou à disposição. Podemos agendar um horário no meu consultório pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


29 visualizações0 comentário