Olheiras: conheça as causas, tipos e tratamentos



Quem nunca acordou cansada(o) em um belo dia, se olhou no espelho e percebeu aquela olheira enorme marcando o rosto?


O que dizer, então, quando essa mancha parece tão profunda que nos dá a impressão de que nunca mais sair?


Se você se identificou com essa realidade, eu preciso te dar uma notícia: existe uma explicação para o aparecimento dessa olheira, e SIM, é possível tratá-la!


Nesse artigo, você vai conferir um resumo bem completo sobre o assunto e entender de uma vez por todas o que está por trás de uma olheira desconfortável.


O QUE SÃO AS OLHEIRAS?


As olheiras nada mais são do que manchas escuras que se formam ao redor dos olhos, muitas vezes com potencial de impactar a estética e a autoestima do paciente.


Em geral, esse escurecimento pode acontecer em qualquer fase da vida e em qualquer pessoa, independente do gênero. No que diz respeito às etnias, hoje sabemos que a genética torna as manchas mais frequentes em pacientes de pele morena e origem árabe.


QUAIS AS CAUSAS DE UMA OLHEIRA?


De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), as olheiras têm pelo menos três causas básicas. Esses fatores, inclusive, ajudam a classificá-las em três diferentes tipos.


São eles:

  • Vascular: são causadas por alterações (aumento e congestão) dos vasos sanguíneos da região. As manchas têm um tom mais rosado, azulado e arroxeado.

  • Pigmentar: acontece por um acúmulo anormal de melanina no local, provocando marcas de tons castanhos.

  • Estrutural: também chamada de profunda, a olheira estrutural aparece em função da pele muita fina, anatomia óssea ou acúmulo de gordura no rosto do paciente. Nesses casos, a área ao redor dos olhos fica mais “funda” e escurece por conta de uma espécia de “sombra” desses desníveis. Ela pode piorar conforme o envelhecimento.

Via de regra, existe ainda um tipo misto, o mais comum entre todos, que combina essas diferentes causas e características. O diagnóstico correto só pode ser feito com uma boa avaliação no consultório do dermatologista.


Antes de falarmos sobre tratamento, vale a pena reforçar que, de acordo com a SBD, outros fatores interferem no surgimento ou piora de uma olheira. Os mais comuns são:

  • Histórico familiar

  • Tendência genética

  • Exposição exagerada ao sol sem proteção

  • Ato de coçar ou apertar demais os olhos

  • Tabagismo

  • Privação do sono (agora tudo faz sentido, né?)


COMO TRATAR A OLHEIRA?


Como você pôde conhecer, as olheiras surgem por vários motivos e, justamente por isso, os tratamentos também variam.


Em todos os casos, você pode usar compressas geladas e cremes clareadores para amenizar as manchas no curto prazo. Eu só preciso te contar que os resultados, porém, não são nada duradouros.


Os tratamentos com laser, especialmente os de Luz Intensa Pulsada (LIP), funcionam muito bem para combater as olheiras vasculares e pigmentares.


Já as olheiras estruturais, por serem mais complexas, podem exigir procedimentos mais específicos, tais como o preenchimento com ácido hialurônico, laser fracionado, radiofrequência e, dependendo da situação, uma cirurgia plástica de retirada das bolsas de gordura.


Se você tem olheiras e está em busca de um tratamento mais seguro e efetivo, eu recomendo que agende uma consulta para conversarmos melhor. Podemos marcar um horário no meu consultório pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


_____


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo