Sua dermatologista entende a sua pele? Conheça os procedimentos que são seguros para a pele negra



Cada tom de pele possui as suas particularidades e merece um cuidado especial. E em meio à oferta de tantos produtos e procedimentos disponíveis no mercado, é claro que precisamos ter cautela na hora de fazer as escolhas, sempre priorizando a eficiência do tratamento e a segurança do paciente.


A pele negra, especificamente, tem uma concentração maior de melanina e colágeno, o que traz dois ótimos benefícios: maior resistência ao sol e menores efeitos do envelhecimento precoce, como rugas e linhas de expressão.


Até aqui, tudo lindo e perfeito, né? Mas tem um detalhe um “pouquinho chato”.


Ao mesmo tempo em que resiste ao sol, a melanina também facilita o surgimento de manchas, foliculite e excesso de oleosidade. Já o colágeno, mesmo sendo ótimo para dar firmeza à pele, também pode resultar em queloides mais frequentes.


A lição que tiramos disso tudo é que não tem jeito, uma hora ou outra você vai precisar consultar uma dermatologista para checar a saúde da pele, tratar algum problema ou então corrigir um detalhe estético. Nessas horas, vale a pena conversar bastante sobre os procedimentos disponíveis e quais são os mais (e menos) seguros para o seu tom de pele.


Aqui estão os principais e o que se sabe, atualmente, sobre cada um:


  • TOXINA BOTULÍNICA (BOTOX): além de ser extremamente popular, o uso desse tratamento é seguro e pode ser adotado normalmente. Certifique-se, apenas, de que o profissional está habilitado para fazer a aplicação.


  • ÁCIDO HIALURÔNICO: assim como o botox, não existe nenhuma contraindicação para a pele negra. Converse com a sua dermato, tire todas as dúvidas e faça uma avaliação completa para checar se esse é o procedimento adequado para o seu caso. Se sim, pode seguir e ser feliz!


  • TRATAMENTOS A LASER: esse talvez seja o mais polêmico de todos, e por consequência o que mais carrega mitos acerca da segurança. Os lasers, em geral, podem SIM ser utilizados por pessoas de pele negra, seja para depilação ou correção de outros problemas. Por outro lado, recomenda-se apenas uma atenção diferenciada quanto à fluência da luz (intensidade), pois as mais altas podem interagir com os melanócitos e potencializar os efeitos adversos.


  • TRATAMENTOS COM RADIOFREQUÊNCIA: também é seguro e funciona contra as cicatrizes de acne, cirúrgicas, estrias, poros dilatados e muito mais.


  • LUZ INTENSA PULSADA: neste caso, é melhor repensar. A alta concentração de melanina aumenta os riscos de queimaduras e, por isso, o procedimento não é indicado.


  • PEELING: os tipos mais profundos não são recomendados, pois podem causar manchas e cicatrizes indesejadas. Dê preferência para os superficiais e que utilizem baixa concentração de ácido. Além disso, vale a pena caprichar ainda mais nos cuidados pós-procedimento. Clique aqui para conferir algumas dicas.


  • ULTRAFORMER III: não existe contraindicação para a pele negra. Tanto o ultrassom microfocado quanto o macrofocado podem ser utilizados para tratar as queixas da paciente com segurança. Já publiquei um artigo sobre esse procedimento e recomendo a leitura. Clique aqui e acesse.


Caso tenha alguma dúvida, podemos agendar um horário para avaliar seu caso. Estou à disposição! Você pode entrar em contato pelo telefone (34) 3217-8394 ou WhatsApp (34) 99317-8394.


Dra. Monique Naves

CRM MG 57040 RQE 45099⠀


5 visualizações0 comentário